Festivais
Acerca dos locais sagrados
Calendario politeista

Festivais

As transformações do ciclo energetico da natureza, manifestadas pela variação das estações influenciam as nossas vidas.

Estas celebrações são um meio através do qual os adoradores saudam e comungam com os seus Deuses e Deusas ao mesmo tempo que se alinham ou sintonizam com o fluxo energetico das estações que fazem parte do ciclo da Natureza (Roda do Renascimento). Estas práticas de comemoração dos festivais, aliadas ao estudo, ajudam a criar as condições ideais ao real aprendizado e crescimento espiritual. Nós os Pagãos acreditamos que harmonizando-nos com as forças naturais de cada estação, equilibramos a nossa existência psíquica e física transmitindo assim harmonia às nossas vidas.

4seasons.gif

Estes são em traços largos os objectivos da comemoração dos Festivais, mas devemos ter em atenção qual o nosso Hemisferio Norte ou Sul e quais as Divindades ou forças elementais que iremos saudar para não criarmos desarmonia e desiquilibrios entre a celebração e a energia da estação, cujas consequencias irão recair sobre a nossa vida psíquica e fisica.

No Paganismo, na área Anglo-Saxónica, existem ritos standard para as celebrações. Nestes constam só a referencia de A Deusa e O Deus, aos quais se devem acrescentar os nomes próprios dos nossos Deuses e Deusas, caso sigamos esta área do paganismo. Se os nossos Deuses e Deusas pertencerem a outras vertentes Pagãs tais como Clássica, Ibérica, Stregaria ou outra não devemos usar esses ritos Anglo-Saxónicos nas nossas saudações, devido às consequencias negativas acima descritas.

Os nomes pelos quais os festivais são conhecidos no Paganismo variam segundo a Tradição e muitas vezes existem diferenças de alguns dias entre as datas em que são realizados.

 

1 de Fevereiro: Imbolc

No seu caminho pelos céus o sol vai crescendo e ficando mais forte e apesar do Inverno ainda não ter partido a vida começa a florescer; nas casas são acendidas velas para acelerar a partida do Inverno e a chegada da Primavera.

È também um período de renovação, aproveitado em algumas tradições pagãs para limpeza e purificação anual das casas deitando fora tudo o que é velho.

 

21 a 23 de Março: Equinócio da Primavera

O dia do Equinócio é altura de ir à Árvore dos Antigos e honrar a Deusa viva: Deusa Luminosa, fértil, poderosa. Os dias começam a crescer mais luminosos, maiores e amenos.

Com a fertilidade vem o ovo, as crias, o tempo de Primavera com seus símbolos de Criação e energia geradora. Tudo na Natureza começa a vivificar, a aquecer, a expandir, a crescer. Sendo altura de vivificação e rompimento, é altura de "deitar fora" as restrições do Inverno ido, de largar frustrações e pesares, planear e tentar alcançar aquilo que queremos para nós próprios.

A celebração ao emergente, ao movimento ascendente, não é só desejo é também acção! As sementes germinam, novas plantas despontarão e tornar-se-ão visíveis acima do solo, flores despontam, aguaceiros alimentam a Terra, crias de animais saem de suas tocas para se alimentarem dos primeiros pastos e rebentos... E é o mesmo connosco! Nós sentimo-nos capazes de aceitar riscos, fazer o que está pendente, renovar a casa e o visual, passar da teoria à acção, fazermos as coisas acontecerem. Existe latente um poder de excitação e alegria que despertaremos, acompanhando o crescimento da Deusa.

 

30 de Abril a 1 de Maio: Beltane

Beltaine é fertilidade resultante da união e do acasalamento. A terra, de novo aquecida pelo retorno do Sol, palpita de vida. Nos campos, os adoradores saltam as fogueiras, crentes na purificação e na fertilidade, resultante do seu acto - montados em vassouras, pulam o mais alto possível incentivando os cereais e outras sementeiras a crescer em vigor.

Devido às diferentes tradições existentes no Paganismo , os festejos, para uns, iniciam-se na noite de 30 de Abril prolongando-se pelo dia 1 de Maio, enquanto que para outros as Festividades têm inicio no próprio dia 1, altura em que as comemorações à luz do Sol atingem o seu ponto mais expressivo nas brincadeiras do May-Pole, nas danças e nos cantares e onde as comidas e a bebida são parte integrante.

 

21 a 23 de Junho: Solstício de Verão

Alban Hefin (tradições de Caledonii ) Feill-Sheathain (tradições de Pecti-Wita)

Este dia, o Solstício de Verão que cai a 21 ou 22 de Junho, era celebrado na maior parte da Europa e também na Escócia (Litha) e marca o dia mais longo do Sol e a noite mais curta. Ao marcar o apogeu do Sol, a partir desse dia os dias irão diminuindo e as noites tornando-se maiores; contudo algumas colheitas ainda vêm longe, como a do trigo e outros cereais, vinha e outros frutos.

Muitas dos costumes tradicionais de Solstício de Verão que chegaram até nós, têm a ver com fogo, fertilidade e protecção. O fogo é um agente purificador e protector, capaz de conceder fertilidade e bênçãos. Era habitual usar grinaldas feitas de verbena e rosmaninho para este Sabbat e contemplar as deidades com a fogueira do Solstício - isto preservava a saúde dos olhos e era também utilizado para a Visão, quando o fogo esmorecia tornando-se brasas... As grinaldas e as ervas mágicas eram lançadas no fogo e ao mesmo tempo era feito um desejo, que se escrito, seria queimado com a grinalda.

Outro costume deste tempo do ano era uma procissão com tochas acesas ao redor dos campos cultivados, para os Deuses os abençoarem. O simbolismo de fogo-roda é valioso e era dito que muitos dos costumes que envolvem o fogo nesta altura do ano protegiam as pessoas de maus olhados, malefícios e enfermidades, e concediam fertilidade aos humanos e animais. Também se dizia que o fogo e os odores de ervas secas queimadas nas fogueiras dariam força ao Sol para que Ele voltasse a renascer .

 

1 de Agosto: Lammas

No mês de Agosto celebra-se este Festival com as primeiras colheitas – A Colheita do Grão.

Uma característica dos ritos de Lammas em várias tradições é o ajuntamento do grão, o encabeçamento e a fabricação da Mãe - de - grão.

Nos antigos festivais das Colheitas, o Espírito do grão ou milho era "mantido à parte" pelos ceifeiros, e ritualmente colhido pela Sacerdotisa, e guardado numa gaveta. Noutras regiões em vez de guardado na gaveta, fazia-se a Mãe-de-milho que era entrançada em forma de coroa bem "empacotada" e vestida tal como uma mulher; é o grão desta trança que será plantado nos campos do próximo ano... A Mãe-de-milho do Festival de Lammas era pendurada nas vigas do celeiro, alto sobre as lajes ou à entrada das portas, até que o espancar e joeirar estivessem completos. Depois dos festejos Ela era cuidadosamente guardada até à próxima Primavera. Entretanto, alguns grãos da colheita eram escolhidos para o elixir doirado da cerveja ou, na Gália, a Cidra. Esta bebida fermentada era às vezes referida como John Barleycorn.

O mês de Agosto, quente, húmido, é também a época do mês irlandês da Lua de Cevada, tendo o seu inicio com o Festival de Lughnasadh a 1 de Agosto.

 

21 a 23 Setembro : Equinocio de Outono

Neste período o dia e a noite estão em equilibrio e a partir desta data o Sol vai-se aproximando do seu ponto mais baixo tornando a noite mais comprida.

O festival das colheitas é realizado em agradecimento às Deusas Mães Criadoras por nos terem proporcionado uma colheita fértil que nos dará alimento durante o inverno. Ainda hoje em muitas comunidades rurais são realizadas as festas das colheitas cristianizadas, porque foi a única forma de sobreviverem às perseguições levadas a cabo pelos cristãos em nome do seu Deus único e da sua verdade única.

Na Tradição Ibérica, mais ao menos por esta altura são realizadas as celebrações em honra do Deus Lugus.

 

31 de Outubro a 1 de Novembro: Samhain

A noite é mais longa e na escuridão da noite é chegado o momento de entrarmos e trabalharmos no mundo das sombras, das memórias e de recordar e contactar as almas dos antepassados. O frio da primeira respiração de inverno, no nosso hemisfério, envolve a Terra que se recolhe. Este é o momento propício para nos recolhermos dentro de nós mesmos, para reflectir e desenvolver as nossas habilidades divinatórias e psíquicas.

Os antigos Celtas, e muitas tradições Pagãs , consideram este dia a Véspera do seu ano novo. É a noite em que as barreiras entre os mundos da vida e da morte se tornam finas como véus e permitem às almas atravessá-las mais facilmente para caminhar entre os vivos e festejar com os seus familiares ainda vivos. Esta é também a noite em que o Deus Céltico Mac de Mansnnon Lir organiza a festa da Velhice.

Na tradição Ibérica honram-se os antepassados agradecendo-lhes a vida e encaminham-se as almas.

 

21 a 23 de Dezembero: Solstício de Inverno

O sol está no seu menor grau, é a noite mais longa do ano. No meio de escuridão, há uma esperança na renovação solar que em algumas tradições pagãs assume a simbologia da criança renascida. Honra-se a Deusa Mãe que dá à luz o seu filho, o Sol. É tempo de festas de comemoração e incentivo a esse renascimento decorando as casas com ramos de árvores perenes e acendendo o fogo da lareira. No exterior fazem-se danças à volta da fogueira que simboliza a luz e o calor necessários à vida e cultua-se a árvore que representa a resistencia à morte simbolizada pela escuridão e o frio do Inverno.

Por esta altura, dependendo da Lua, na região norte da Ibéria os Velhos reunem-se…

 

Textos de Thorg - N.C. PFI-Portugal
 


 
 

Ruinas Grecas

Acerca dos locais sagrados

Por vezes aparecem notícias nos jornais acerca de coisas encontrados em encruzilhadas ou matas, provavelmente oferendas provenientes de rituais de bruxaria, ou satânicos, de Magia brasileira ou de algo que na altura inventem, isto, pelos vestígios de garrafas, cigarros, rosas, comida e etc, oblações, deixados nas serras, praias ou florestas ! e quando não são grafittis feias, deslocadas de qualquer contexto religioso.
Os neo-pagãos não se expressam assim, por isso, e justificadamente, nunca estes restos de tributos foram associados ao Paganismo.
Como Pagã estou habituada a celebrar na Natureza extraindo dela o que ela nos oferece e, se nos grandes Festivais uso de paraphernalia, o certo é que nunca deixei em local sagrado, restos de lixo, muito menos lixo produzido pela nossa estadia.
Como Coordenadora Nacional da Pagan Federation e vários anos de rituais em campo com Circulos de uma trintena de participantes, local ornamentados ou não, nunca a PFI-Portugal deixou vestígio de lixo ou devastação nos locais onde realiza os seus ritos. Nós pagãos também usamos instrumentos e alimentos nas Celebrações, mas respeitamos o local, retirando o afeito e devolvendo a mesma serenidade ao espaço que nos serviu.
E acredito que iguais, mesmo que não filiados à PFI, procedam da mesma forma...
Saudações pagãs,
HPs Lilith

Ermo de Ategina

Cuidados com locais sagrados *

Não transforme o local; deixe o local transformá-lo (a).

* Reservado Direitos Autor para
PFI - PORTUGAL

PORTUGAL MEGALITICO - http://www.crookscape.org/

CALENDÁRIO POLITEISTA

ANO 2001

 

As histórias da cultura pagã dos velhos tempos e as suas Celebrações permanecem vivas até aos dias presentes...

Indico os dias de maior importância nas várias Tradições Pagãs. Os meses Druídicos, os Sabbats e outros Festivais, não tem equivalência ao Calendário gregoriano por isso as Festividades movem-se anualmente, consoante as fases da Lua.

Feliz Ano para Todos.

Lilith

A recolha, baseada numa ampla bibliografia é da responsabilidade de Lilith, conhecida Sacerdotisa Wiccan e seguidora da Antiga Religião Politeísta, desde muito jovem.

 

 

CALENDÁRIO

JANEIRO

1 - Deusa Tripla - Europa, Wicca; Deus Janus – Roma.

2 – Deusa Inana, do Céu e da Terra – Pérsia.

8- Deusa Freya, do Amor e da Fertilidade – Asatru, Escandinávia.

11- Carmentalia, Deusa Carmenta preside Nascimentos – Roma.

12- Makara-Sankranti, festival do Sol – Índia.

17- Honra das Macieiras - Celtas.

19- Festival de Thorrablottar, a Deus Thor – Islândia.

21 – Inicio do mês de Luiz – Druidismo.

22- Festival das Musas – Europa.

23 - Festival a Hathor, Deusa da Fertilidade e Harmonia – Egipto.

24- Deusa Isthar, do Amor, Fertilidade e Batalhas – Babilónia.

28- Final da época de Yule; Festival de Up-Helly-Aa – Viking.

30- Feriae Sementiva, festival Deusa Ceres – Roma.

31- Candlemas - Wicca; Festejos de Atégina – Ibéria.

FEVEREIRO

1 - Lady Day, Deusa Tripla - Paganismo; Candlemas - Wicca.

2 - Oimelc – Celta irlandês; Imbolc.

6- Honras a Afrodite, Deusa do Amor – Grécia.

9 –Festival a Narvik Sun Pageant – Noruega.

10- Dia de Anaítis, Deusa da Lua e do Mar – Pérsia; Deusa Aetágina, Mãe e Agrícola – Ibéria.

13 – Parentalia (de 13 a 31) - Roma; Festa das Luzes - Ibéria.

15 – Lupercalia dedicada ao Deus Lupercus – Roma.

16 - Dia de Faunos, Honras a Pãn - Roma.

17 – Dia de Kali – Índia.

18 – Spenta Armaiti, Honras a Spandarmat – Pérsia; Inicio do mês de Nion – Druidismo.

19 – Dia de Nammu – Paganismo.

20 - Dia de Minerva – Roma.

21 – Final da Parentalia, dia dos Lares - Roma.

23 – Terminalia, Deus das Fronteiras – Roma.

24 – Shivaratri, Vigília ao Deus Shiva – Índia.

25 – Carnaval – Ibéria.

28- Sabbatu, Deusas Ceres, Deméter e Gaia – Wicca e Neo-Paganismo.

29- Dia aziago - Wicca Tradicionalista.

MARÇO

1 – Granny Day- Bulgária; Dia das Vestais e honras a Vesta - Roma.

2 – Dia das Deusas Mães – Neo-Paganismo.

3 – Deusa Tripla – Wicca.

4 – Festival de Rhiannon- Celtas Bretães; Festival a Epona – Ibéria e Gália.

5- Navigum Isidis – Roma; Festas de Ísis- Egipto.

8- Dia da Mãe Terra – China.

13- Dia de sorte – Wicca; Burgsonndeg, festival pagão ao fogo – Europa.

14- Dia de Ua Zit, Deusa serpente – Egipto.

15- Festival de Attis e Cibele – Roma.

16 – Holi, festival Hindu da Primavera – Índia

18- Dia de Sheela-na-gig - Irlanda; Inicio do mês de Fearn – Druidismo.

19- Lesser Panathenaea, Dia de Deusa Atenas- Europa; Akitu, Festival do Ano Novo – Babilónia.

20- EQUINÓCIO DA PRIMAVERA às 13.32; Mabon - Paganismo.

21- Festival da Primavera - Wicca. Alban Eiulir – Druidismo.

22 - Ostara - Festas de Equinócio – Wicca e Paganismo.

23- Marzenna Festival da Primavera – Polónia.

24- Dia de Cibele – Roma.

25- Hilária, festival da Alegria e Primavera – Roma.

26- Dia das Nornes- Escandinávia.

27- Liber Pater- Dia dos Homens- Roma.

29- Festival Anual Deusa Isthar- Wicca

30- Festejos a Luna – Roma.

ABRIL

1 - Dia de Arianrod – Celtas;

Festa das Cerejeiras - Ibéria.

3-Festejos a Perséfone – Roma.

4- Megalesia, Festejos a Cibele – Roma.

5- Festival a Kuan Yin, Deusa da Cura – China.

7- Blajini – Roménia.

9- Festival a de A-Ma, Deusa dos Mares – Macau.

10- Dança do Sol – Druidismo.

11- Festival a Anahit, Deusa Lunar - Arménia.

12- Cerealia, (12 a 18) Festejos Deusa Ceres – Roma.

13- Dia de Deusa Diana – Stregaria, Wicca.

14- Festival Deusa Maryamma – Índia.

15- Dia da Terra - Paganismo Internacional; Inicio do mês de Saille – Druidismo.

16- Hiketeria, Festival anual Deus Apolo – Grécia.

17- Festival a Machendrana, Deus das Chuvas – Nepal.

21- Festa Deusa agrária Palas – Roma.

22- Dia da Terra, Gaia. Paganismo Internacional.

23- Vinalia, Festejos a Júpiter – Roma.

28- Festejos Deusa Flora – Roma.

29- Dia da Árvore, plantio a Divindade – Paganismo.

30- Walpurgisnacht, a noite das Bruxas – Alemanha; Beltaine - Paganismo; Rudemas – Wicca.

MAIO

1 – Sabbat de Beltaine – Druidismo, Wicca, Paganismo.

Festejos Deusa Maia, daí deriva o nome deste mês – Roma.

7 - Thargelia, Festejos em honra de Apolo e Artemis – Grécia.

8 - Festival Robin Hood – Inglaterra.

9 - Dia da Europa; Festejos Deusa Europa – Creta - Politeísmo.

10 - Florálias - Ibéria.

12 - Festival anual a Aranya Sashti, Deus das Florestas – Índia.

13 - Festejos Sol da Noite – Noruega; Inicio do mês de Uath – Druidismo.

20- Plynteria, Dia de Atenas – Grécia.

23- Rosalia, Celebrações Deusas Flora e Vénus – Roma; Florálias– Ibéria.

24- Festival Deusa Astarte - Politeísmo; Festival Deusas Diana e Selena – Stregaria, Wicca.

25- Dia de Apolo, Festas masculinas em honra do Deus – Grécia.

26- Dia das Nascentes Sagradas – Celtas .

27 e 28- Festejos a Píton – Delphos – Grécia.

29- Festival ao Deus Marte – Roma.

31- Noite das Promessas– Ibéria.

JUNHO

1 - Dia das Ninfas dos Bosques, festas Crianças, Deusa Nabica – Ibéria; Festival da Ninfa do Carvalho – Paganismo.

2 - Shapatu da Deusa Isthar – Assíria.

3 - Festival dos Cataclismos – Ilha de Chipre.

7- Vestalia – Roma.

10 – Inicio do mês de Duir – Druidismo.

12 - Dia de Zeus – Grécia. Politeismo.

13 - Homenagem a Gerald Gardner – Wicca Gardneriana.

14 - Quinquatrus Menor, Festival Deusa Minerva – Roma.

16 - Honras a Eurydice – Grécia.

17 - Festival do Dragão dos Barcos, solar – China.

18 - Dia de Hera, dia das Mulheres – Roma.

19 - Dia de Cerridween – Paganismo.

20 - Sabbat Solstício Verão – Wicca, Paganismo

21 - Solstício às 7.39; Litha, Festejos de Verão – Paganismo.

22 - Dia de Cu Chulainn – Druidismo.

23 - Noite das Feiticeiras – Ibéria; Fors Fortuna, festejos a Deusa Fortuna – Roma.

26 - Salavi – Xamanismo; Juninas - Ibéria.

27 - Dança do Sol – Xamanismo Norte-americano.

28 - Dia Deusa Hemera – Grécia.

29 - Papa Legba – Voodu.

30 - Dia de Aestas, Deusa do Grão – Roma, Europa.

JULHO

1 - Dia das Mães – Roma.

2 - Dia Deusa Lucina, Dea Carmenta – Roma, Europa.

3 - Dia Deusa Atenas – Grécia

4 - Dia da Pax – Roma; Dia Deusa Concordia – Grécia.

5 - Festejos Deusa Maat – Egipto.

6- Dia do Touro – Ibéria

8 - Nonae Caprotinae Festa dos figos - Deusa Juno - Roma ; Festas do pão (reminiscências nas F. Tabuleiros Tomar) – Ibéria; Inicio do mês de Tinne – Druidas.

9- Panathenaea – Deusa Atena - Grécia; Festejos a Dionisius e Rhea – Grécia; Kronia – Dia de Cronos e Rhea – Grécia, Wicca.

10 - Dia de Holda – Tradição do Norte. Asatru; Dia de Osiris – Egipto, Wicca.

11 - Dia de Hórus - Egipto, Wicca.

12 - Dia de Seth - Egipto, Wicca.

13 - Dia de Erzulie Freda, Deusa Amor e beleza – Haiti, Voodoo.

14 - Amaterasu, Deus Solar – China.

15 - Dia de Nephtys - Egipto; Dia de Lu Pan – China; Dia de Astarte – Cartago, Ibéria.

16 - Celebração nascimento de Ísis – Egipto, Wicca.

23- Neptunalia, Celebrações a Deus Neptuno- Roma, Wicca.

26 - Kachina, dia dos antepassados – Xamanismo.

27- Dia da rainha Hatshepsut – Egipto, Wicca; Procissão das Bruxas – Bélgica.

31 - Honras a Deus Thor- Tradição do Norte, Neo-Paganismo; Oidhche Lugnasa – Celtas; Sabbat Lammas- Wicca

AGOSTO

1 - Festival das Boneiras – Ibéria; Festival Colheitas, Lammas – Wicca, Neo-Paganismo; Lughnasadh – Druidismo.

2 - Festas Deusa Anahit – Pérsia; Dia de Lady Godiva – Neo-Paganismo.

3 - Aomori Nebuta Festival das colheitas – Japão.

4 - Boneiras, Ibéria.

5 - Inicio do mês Coll – Druidas.

6 - Dia Deusa-Terra, Elihino e Igaehindvo- tribo Cherokee, Xamanismo.

7- Adonia - Grécia; Festival Deusa Hathor – Egipto.

8 - Festivais Deusa Vénus – Roma.

9 - Festival espíritos do Fogo – Neo-Paganismo.

12– Lychnapsia, Festival das Luzes a Ísis – Egipto.

13 - Festival Hecate – Neo-Paganismo.

15- Festas Deusa Vesta – Roma, Wicca.

17- Festival Deusa Diana – Trad. feminina na Wicca.

19- Vinalia rustica, festas a Dyonisius e a Minerva - Roma

21 – Consualia, Festejos das Espigas - Roma; Heraclia, Festejos ao herói Hércules - Pompeia.

23 – Volcanalia , festival Deus Vulcano – Roma; Festival Deusa Nemesis – Grécia.

25 – Opiconsiva, Festival colheitas deusa Rhea – Roma.

26 – Dia Deusa Luonnotar – Finlândia.

28 – Celebração das Colheitas –Noruega.

29 – Inicio Ano no Antigo Egipto.

31 – Purificação dos Lares – Ibéria.

SETEMBRO

2- Festejos a Ariadne e Dionisius – Grécia; Inicio do mês de Muin – Druidas.

4- Rito iniciação feminina (4 dias) – tribo Apache, Xamanismo.

5- Festival Deus Ganesh – Índia.

6- Situa, Festival de Oferendas – Incas.

11- Dia das Rainhas - celebrações a Hatshepsut, Nofretari, Nefertiti, Cleopatra – Egipto, Neo-Paganismo.

13- Dia das Almas. Cerimónia do fogo sagrado, honras a Nephtys- Egipto.

15- Harvest Moon- Druidismo.

17- Honras a Deméter – Grécia; Inicio festejos Equinócio (até 4 dias) – Wicca.

19- Festival anual Deusa Gulla, nascimentos – Babilónia.

21- Festival Deusa Atena- Grécia; Harvest Festival - Neo-Paganismo.

22- Equinócio às 23.06h; Alban Elfed- Druidismo; Festejos a Perséfone e Hecatea- Ibéria; Sabbat Equinócio Outonal – Wicca.

24 – Festas Obatala – África Ocidental; Festas de Osiris – Egipto

25 – Pyanopsia Festas Apolo - Grécia; Festival de Sedna, Deusa dos mares – tribos Esquimós, Sibéria, Ártico.

26 – Theseia (4 dias) celebrações a Teseu, herói – Grécia, Creta; Rito de Azazel – Wicca Gardneriana.

27 – Festival da Lua – China.

28 – Thesmophoria, Festival a Deméter – Grécia.

30 – Medritrinalia, Meditrina, Deusa da Medicina e artes curativas – Roma; Epitaphia, Honras aos soldados mortos em batalha – Grécia; Inicio do mês de Gort – Druidas.

OUTUBRO

2 – Dia dos Espíritos guias – Wicca.

4 - Jejunium Cereris, Cerimónia a Ceres, protectora agricultura – Roma.

5 – Nubaigai, festejos pagani das trabalhadoras rurais – Lituânia; Dyonysiad, festival do vinho em honra de Dyonisius e Ariadne – Roménia.

6 – Festejos a Vishnu, duram 9 dias – Nepal.

7 – Festival dos Pagani (camponeses) séc. XV – Alemanha.

8 – Chung Yeung, festival das Sortes – China.

9– Dia de Felicitas - Itália, Ibéria, Wicca.

10- Antigo festival das Luzes – Brasil.

11 – Dia da Anciã das Árvores – Wicca.

12- Celebração nascimento de Aleister Crowley – Thelemitas.

14 – Durga Puja, Comemorações Deusa-Mãe – Bangladesh; Dia Confederação Interplanetária – USA.

15 – Festival a Deus Marte – Roma, Ibéria.

16 – Lakshmi Puji, Festival Deusa da Fortuna – Nepal.

17 – Kanname-sai, Cerimónias Deusa Solar e dos Ancestrais – Japão.

18- Chamada do Sol, dia do Astado – Wicca Gardneriana.

19 – Bettara-Ichi, festejos ao Deus Ebisu – Japão.

21 – Festival a Deusa Ursala – Checoslováquia.

22 – Hi Matsuri, Festival do Fogo e da Purificação – Japão.

24 – Festival dos Espíritos dos Ares – Wicca, Neo-Paganismo; Cultos aos Antepassados - Ibéria.

27 – "Allan Apple Day" – Cornualha.

28- Festival Outuno honras a Isis (6 dias ) - Egipto; Grandes festejos de Baal – Pérsia, Síria, Ibéria; Inicio do mês de Ngetal – Druidas.

29 – Festa dos Mortos, tribo Iroquee – Canada.

30 – Angelitos, cerimónias às almas de crianças mortas, Honra a Deusa Xipe Totec e Tonantzin – México; Dia dos Idos – Ibéria.

31 – Halloween – Wicca e todas as tradições Pagãs; "Witches International Craft Associates" – Festival aberto nos USA.

NOVEMBRO

1 - Samhain – Wicca e Druidismo; Dia dos Espíritos – Voodu; Pomonia, Festas a Pomona Deusa das árvores – Roma; Cailleach´s Reign – Celtas Anglo Saxões.

2 – Dia das Feiticeiras – Ibéria.

4 – Eve of Guy Fawkes Day, Festival pagão muito antigo – Inglaterra.

5 - Devil´s Boulder – Inglaterra.

6- Festividades a Deusa Tiamat – Babilónia.

7- Noite de Hecate – Wicca Gardneriana; Makahiki, Hawai.

8 – Fuijo Matsuri – Japão.

10 – Festividades a Deusa Nicnevin – Paganismo Escocês.

11-Lunantshees, festividades a Faerie Sidhe - Paganismo Irlandês; Dia dos Heróis – Wicca, Paganismo Escandinavo; Vinalia, Honras ao Deus Baco – Grécia.

12 – Epulum Jovis in Capitolia, grandes festividades aos principais Deuses do Olimpo – Roma.

13 - Dia do Infortúnio – Ibéria.

14 – Festividades dos Bardos, músicos – Druidismo.

15 – Feronia, festival pagão do Fogo – Roma, Wicca, Neo-Paganismo.

16 - Festival das Luzes, honras Deusa Lakshmi – India.

18– Ardvi Sura Festival Deusa Ardvi, Mãe das estrelas – Pérsia.

19 – "Warlock Day" – dia do mau olhado – Inglaterra.

21 – Festividades ao Deus Kukulcan (7dias) – Maias.

24- Tori-No-Ichi, Festival da Boa-fortuna – Japão; Honras a Deusas da Maternidade – Egipto.

25 – Inicio do mês de Ruis – Druidas.

26 - Antigo festival às Deusas do Fogo – Tibete.

27 - Parvati-Devi, Festas em Honra da Deusa-Tripla – Índia.

28 – Festival Deusa Sophia, Senhora do Conhecimento – Grécia.

29 – Noite dos Vampiros – Roménia; Festejos Deusa Sehkmet – Egipto.

30 – Noite dos Feitiços – Wicca, Alemanha.

DEZEMBRO

1 - Noite da Adivinhação – Wicca.

2 – Hari Kugo, Dia das feiticeiras – Japão.

3 – Dia de Bona Dea – Roma, Ibéria.

4 – Festival Deusa Minerva – Roma; Festival Deusa Atena e sua cidade – Grécia.

5 - Poseida, festejos Deusas dos Mares – Grécia; Festejos Deusa Lucina, Senhora da Luz e dos Infantes – Ibéria, Itália.

7 – Cerimónia de Despedida a Deusa Perséfone – Grécia.

8 – Dia Deusa Amaterasu – Japão; Festival Deusa Neith – Egipto.

9 – Festa Deusa Tonantzin – México.

10 – Cerimónia da Lua – Esquimós, Árctico.

11 – Dia Deusa Inverno, Bruma- Roma, Itália; Dia de Arianrhod – Paganismo.

13 - Dia das Crianças, Festival das Luzes, Inicio de Yuletide – Wicca.

14 – No ano de 1503 nasceu Nostradamus.

15 - Navidades, - Porto Rico; Yulechild – Ibéria, Wicca, Paganismo.

16 – Posadas, festividades das crianças – México.

17 – Saturnalia, (9 dias) festividades de Saturno – Roma, Ibéria.

18 - Alban Arthan – Druidismo;

19 - Eponalia, dia dedicado Deusa Epona – Roma, Ibéria, Gália; Renascimento do Deus Diev, festival de 4 dias – Wicca escandinava.

19 – Opalia, dia dedicado Deusa Sabina – Roma; Laurentina, Deusa Lara, lares e Penates – Roma; Nameless Day - Druidismo; Inicio mês de Beth – Druidas.

21 – Solstício às 19.23h; Celebrações Solstício Inverno (3dias) – Ibéria, Wicca; Sabbat Yule - Wicca.

22- Midwinter – Neo-Paganismo.

28 – Celebrações Deusa Freya – Wicca, Tradição Norte.

31 - Festejos mundiais Passagem do Tempo - Paganismo.

Home   P.F.I.   Paganismo Princípios Básicos  Tradições  Notícias  Contactos